Páginas

sábado, 10 de abril de 2010

Sinto falta sim

Sinto fata sim,
Do meu colo materno,
Do meu diálogo sincero,
Do meu jeito invisível,
Do meu ser discreto

É assim que vou
Vivendo, colecionando
Rancores, vivenciando
Mágoas; tranqüilizando
Meu coração. Para só
Depois morrer em paz.


Em 2005.

Nenhum comentário:

Postar um comentário