Páginas

segunda-feira, 21 de maio de 2007

Incompreensibilidade do amor

Ninguém consegue fazer
O que você me faz.
Consegue me deslocar do real.
Dos meus problemas reais.
Da minha vida medíocre.
Para o seguro do seu diálogo.
Para o aconchego da sua voz.
Aí, sem querer, nem saber, consegue
Transformar em tão pouco tempo
O jeito de ver o mundo.
Tudo parece mudar para um lugar tranqüilo
Para uma forma de se manter quase mágica.
Sem dependência alguma, a não ser, claro do seu diálogo.

Sabe, a interpretação das coisas é necessidade humana,
Mas existe um sentimento dentre essas coisas
Que ninguém conseguiu entender ou explicar.
Talvez porque não tenha sido feito para ser entendido,
Mas para ser sentido.
Fico feliz. Sinto-o por ti.
Sabe, eu amo você!

Nenhum comentário:

Postar um comentário