Páginas

quarta-feira, 30 de maio de 2007

Terra

O futuro são histórias
Lembranças sombrias
De vidas desgraçadas
Com suas respirações dolorosamente mesquinhas

O futuro é o fim
Dos princípios um dia seguidos
E da decadência da transmissão de sentimentos
Para o sentir de emoções fúteis, racionais unicamente.

O futuro é o rompimento
De promessas, juramentos e planos
Todos deixados para trás devido a algo maior
Cujo valor será/é inexistente

O futuro é esperança
Tirada de nossas crianças a golpes impiedosos
Golpes em sua educação, nossa cultura
Estrangulando, traicoeiramente, seus horizontes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário