Páginas

sábado, 16 de agosto de 2008

Manhã de Domingo

Manhãs de domingo são tão especiais.
Tão cheias de si que se bastam
Em descanso, harmonia e imprevisibilidade.

Assumem o caráter de manual de instruções
De como de fato a vida de quem sabe aproveitar
Deve ser levada em suas dosagens.

É como o ideal de família
Com suas imperfeições e sentimentalismos,
Carregando o tempo com lembranças gostosas
Tornando-o tão material quanto a natureza possa permitir.

A felicidade, se existir,
Deve ser como uma manhã de domingo,
Como os estágios do ser humano em família
Desde filho até avô.

Ah! Se todos os dias fossem domingo
Com suas manhãs tão cheias
De seus momentos, tão certas
De que a vida está sempre começando.


Por: Felipe Cabral
Em: 16.08.2008

2 comentários:

  1. Domingo é um dia maravilhoso, passa muito rápido. Tem uma coisa de família e uma caaaaalma que eu amo.
    Engraçado é que os meus pais sempre trabalharam fim de semana, por isso, essa coisa de almço de familia no domingo, na minha casa nunca existiu, mas nunca faltou família pra me acolher nesses dias!

    Muito bom o poema e que bom bom que vc fez um blog ..Espero que tenha sempre tempo pra atualizar xD.

    Beijos

    ResponderExcluir
  2. gostei (adoooooreeei) desse.
    exatamente o que um domingo expressa.
    muito liindo Poeta garssa..rs
    maneiro mesmo.
    beeijinhos

    ResponderExcluir