Páginas

segunda-feira, 18 de agosto de 2008

Sonho

Friozinho bom que a noite trás
No meio de calafrios e mudanças de posição
De fechar os olhos e admiração
É que o pensamento foge ao abrigo do coração.

Nesses breves momentos a escuridão se ignora
E imagens se colocando e trocando
Um filme formam nessa hora
Numa parada à perfeição de um doce momento.

Esse quadro que é pintado sem história
Em telas de realidade não vivida
Com tintas que não evaporam de sentimentos
Tomam forma os desejos abafados por atenção.

É agora nesse instante
Que o amor permanece como constante
Devido ao filme de romance sem bilheteria
Visto por um, dividido por dois.

São esses os sonhos
Que se ocupam em imaginar sua essência:
O amor e o carinho dos que sonham
Com seu alguém, de todos o especial.


Por: Felipe Gomes
Em: 05.01.2007


Antigo, mas achei fuçando outras coisas aqui, como gosto muito desse, tá aí.

Nenhum comentário:

Postar um comentário