Páginas

segunda-feira, 22 de março de 2010

Das estrelas 1

Do firmamento me olhas.
Ó Sirius.
Tiras a coragem do cão a observar-me.
Cão maior, caçador, fiel.
Que encaras o que for por Orion,
Bellatrix a guiar seu próprio instinto.

"Eternamente" encara a contenda que não se resolve
Orion que persegue Escorpião que persegue Orion.
Mintaka, Alnilam e Alnitak a sustentar bainha
Frente a Shaula, bolsa de veneno.

Caçador e caça se confundem
vagarosamente.
Tempo suficiente para olhar as brigas terrenas.
Como quem precisa de inspiração
em sua própria limitação.

As estrelas nos copiam.
Afinal, qual das espécies é mais previsível?
Elas precisam de nós, afinal.
Imagine se de repente a noite toda muda.
Os espectadores se confundem nesse jogo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário