Páginas

sábado, 10 de abril de 2010

Seguro

Um achado:
amarelado velho
impregna em folhas,
já manchadas, grafitadas.

Permissão negada
que tal amarelo represente
um jazigo perpétuo
a esfarelar com os anos.

Por respeito
assegurados estarão,
digitados ficarão,
publicados serão.

A partir deste,
neste blog,
aqueles, oportunamente,
não datados.

Um comentário:

  1. Belo poema de introdução aos outros que virão...


    te amo!

    ResponderExcluir