Páginas

domingo, 2 de maio de 2010

Poeira

Houve um tempo
em que eu bagunçava minha vida.
E no desespero
eu a organizava e a limpava.

Existem, hoje,
pessoas a bagunçar minha vida.
E qual não é o desespero
em ter que ajeitar tudo.

A bagunça e a sujeira.
Minha e de todos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário