Páginas

segunda-feira, 21 de junho de 2010

Economia

Estado de alegria em baixa
aumenta-se a demanda,
força-se a inflação.

No fim das contas
o preço da felicidade
acaba sendo empurrado para cima.

Nenhum comentário:

Postar um comentário