Páginas

domingo, 26 de setembro de 2010

Explicação

porque asas
não combinam com tempestade.
Deixe-as fechadas,
envolvidas em chuva de felicidade,

que é morna,
feita de palavras.
Sopa de letras que contorna
a liberdade que a vida lavra.

Aproveite o líquido
que do céu jorra.
Semeie para que o ressequido
coração não morra.

Nenhum comentário:

Postar um comentário