Páginas

quarta-feira, 31 de agosto de 2011

Ponto final

Hoje é segunda-feira.
Lá está ela, à espera
de quem não aparece.

E já são 7:00 horas da manhã.

E hoje é terça-feira.
Cedeu-me o lugar na fila
do ponto final do ônibus.

E já são 7:10 horas da manhã.

E hoje é quarta-feira.
Vamos que a aula começa,
às 8:00 ela não deve chegar.

E já são 7:20 horas da manhã.

E hoje é quinta-feira.
Novamente, nada dela andar.
E dessa vez aguarda a chorar.

E já são 7:30 da manhã.

E hoje já é sexta-feira.
E já não é mais aula
que ela espera...

domingo, 28 de agosto de 2011

Deus é tão bom, que abriu a porta pra você passar:
E a porta é Jesus, e a porta é Jesus...

sábado, 27 de agosto de 2011

Imprevisível

É um som de sol
banhado com luz de chuva.
Toda poeira que levanta
bate no pára-brisa
como se estivéssemos
a mais de 100km/h.

Infiltramos o ar
até pararmos onde for.
Onde você quiser,
onde a gente puder.

Marasmo

Almoço às duas,
de um sábado à tarde.
A coca-cola, outrora gelada,
ilustra a falta de gás
e o mormaço das horas.

Melancolia

Tenho sido assombrado.
Em meu armário,
muito bem guardados
estão o fantasmas.

E às vezes sou o
fantasma,
fantasma,
fantasma.
Sem vida.

quinta-feira, 25 de agosto de 2011

Em cima da hora

A prova é domingo,
Hoje é quinta.
Conhecimento demais
Para uma aula apenas.

Tente novamente
No próximo concurso.

Destino

Uma desatenção
E se escorrega.
É como se tudo
Fosse água e sabão:
A estabilidade se foi.

Da queda, só chão.
Desorientados, narizes quebrados,
Ainda que se levante
É difícil saber para onde ir.
Afinal, para onde ir?

Fica uma pergunta:
Qual direção toda essa gente
Irá seguir?
Esqueça, essa resposta já é conhecida
Desde sempre.

quarta-feira, 24 de agosto de 2011

Tempos modernos

Dias a fio, o tempo parece eterno.
As fases estão mudando mais rápido.

Enquanto isso os sinais estão lotados:
pedintes e camelôs. É o retrato do Brasil.

A vida é sofrida, não está fácil pra ninguém.
A dificuldade aumenta para os que querem lutar.

De olhos fechados o tempo passa mais rápido.
Só ignorando para conseguir suportar.

Quem não ignora, acostuma-se.
O pior monstro é indiferente ou não vê?

segunda-feira, 22 de agosto de 2011

Velas

Hoje é noite
Que não é dia.
Amanheceu
E não há sol.

Olhos abertos
Não enxergam:
A escuridão
Não se desfaz.

Não há luz.
Tateia-se a manhã
Até que a tarde
Se finde.

Não se vive.
Tudo passa
Como se fosse ontem.
Há esperança?

terça-feira, 16 de agosto de 2011

Nossa, como ele escreve bem!
É, também gosto desse grafite.

segunda-feira, 15 de agosto de 2011

A nós

Depois das brigas,
fica a vontade,
o desejo, o futuro.

Antes e depois de tudo
sempre fica
o amor.

Nostalgia

Entre ideias e poemas
fica a saudade
da boa escrita.

Desenvolvimento

O desafio fora aceito
e agora, após aluns morros,
enfrentemos a serra.

domingo, 7 de agosto de 2011

E por falar em missões

Sabe aquele seu amigo que joga vídeo-game contigo? Que te chama pra balada, festa junina, barzinho e shopping? Chame ele para a igreja. Procure não xingar no jogo de futebol, ou quando perder no vide-game. Se houver oportunidade, compartilhe um pouco sobre o que o amor de Cristo tem feito em sua vida e sobre a diferença que faz saber que você é salvo.

Quando eu era criança, costumava comparar meu pai com os pais dos meus amigos: “Seu pai te bate? Você gosta dele? Ele conversa contigo?...” No final, todos defendiam seu pai, todo mundo queria contar vantagem de que tinha o melhor pai, às vezes até rolava briga.

Hoje, que sou filho de Deus, pergunto-me por que é tão difícil compartilhar sobre o relacionamento que tenho com meu Pai. Hoje tenho um Pai incomparável, um Pai com um amor tão grande que anseia adotar todas as pessoas que estão ao meu redor.

E aí, fica a questão: o que eu e você temos feito para que as pessoas também conheçam nosso Pai?


Escrito ao Informativo de hoje da IEC de Higienópolis

quarta-feira, 3 de agosto de 2011

Egoísmo

O egoísmo admitido
não leva a nada.
Que honra tem nisso?

É pior que o cego
que ao menos tem a desculpa
de não ver.