Páginas

domingo, 11 de setembro de 2011

Praticando missões

O motorista do seu ônibus é convertido? Será que aquele seu amigo que almoça com você todos os dias já ouviu falar do amor de Cristo?

Quando se fala em missões a primeira imagem que temos é um país distante, ou uma tribo indígena, ou um lugar que não tenha nenhuma igreja. E aí a maioria das pessoas fica de mãos atadas porque não tem condições de ir, ou ajudar financeiramente quem vai.

Uma pesquisa revelou que, em média, apenas 5% dos membros das igrejas se envolvem de alguma maneira em missões. Eu prefiro imaginar que esse resultado seja porque a maioria dos membros não sabe a abrangência que o termo “missões” possui.

E como se envolver com missões?  Se você não pode ir, contribua com os que vão. Se não pode contribuir, participe e/ou promova atividades missionárias em sua igreja. E, se você não pode ir, não pode contribuir e não tem tempo para organizar atividades, ore! Crie um propósito pessoal diário para interceder por aqueles que estão no campo e pelo trabalho em sua igreja.

E, mais importante, todos somos missionários. Todos nós temos um campo missionário logo ali ao lado. Pode ser um vizinho, os amigos do trabalho, as pessoas que você encontra ao longo do dia... Infelizmente, o que não falta é gente! Se comprometa a mudar de atitude e deixar Cristo resplandecer através de você para essas pessoas.

O meu campo missionário é formado pelo meu pai, minhas avós e os amigos da faculdade. E o seu?


Texto publicado no Boletim da IEC de Higienópolis de 11.09.2011

Nenhum comentário:

Postar um comentário